Hospedaria

“Todos os hóspedes que chegarem ao mosteiro sejam recebidos como o Cristo, pois Ele próprio irá dizer: Fui hóspede e me recebestes”.

São Bento se mostra digno herdeiro da tradição monástica da hospitalidade. No capítulo 53 da Santa Regra, emprega a palavra do Senhor “Fui peregrino e me acolhestes” (Mt 25,35). Acolher um peregrino é acolher o próprio Cristo. Essa realidade é um ato de fé e precisa ser contemplada à luz da visão sacramental.

Conforme a tradição da hospitalidade, tão cara ao monaquismo beneditino, o Mosteiro da Ressurreição está aberto a receber todos aqueles que desejem compartilhar conosco do clima de silêncio e recolhimento e assim permitir a solidão necessária a uma oração pessoal e intensa.

Em meio ao bulício dos dias de hoje, muitas são os que sentem necessidade de subtrair-se da agitação ruidosa e de encontrar a paz e tranquilidade. O silêncio e o recolhimento nos faz, em primeiro lugar, presentes a nós mesmos; e por conseguinte, presentes a Deus, fazendo-nos atentos a sua presença. Esse silêncio orienta toda a nossa pessoa -espírito, psique e corpo- a Deus, estabelecendo uma harmonia interior.

Nossa hospitalidade também tem seu importante espaço:

P1450449

• Na liturgia. Todos estão convidados a participar de nossos momentos de celebração do Ofício Divino e da Eucaristia. “O Salmo abranda a ira, desfaz a preocupação, consola na tristeza e é fonte de paz”. (Santo Ambrósio);

• No convite à prática da Lectio Divina, rezar a partir da Palavra escutada, uma dinâmica: Deus fala, e nós respondemos;

• No diálogo com os irmãos hospedeiros ou qualquer outro monge solicitado por meio deles, para “orientação espiritual” e/ou confissão;

• No ligeiro sussurro da brisa suave e ao som do cântico dos pássaros que nosso bosque oferece, para que o hóspede tenha a oportunidade de prolongar o que escuta da Sagrada Escritura.

Nosso Mosteiro oferece a possibilidade de retiros de até 06 dias, no período de terça-feira a domingo, conforme a disponibilidade de vagas. Às segundas-feiras não há atendimento. Dado nossa hospedaria comportar apenas um pequeno número de hóspedes, as reservas devem ser feitas com a devida antecedência, preferencialmente pelo e-mail. As refeições são oferecidas pelo mosteiro e servidas no refeitório da própria hospedaria. Não se trata de “pousada”, a hospedaria de um mosteiro é um prolongamento do mesmo, com normas e horários.                                                                    No tocante aos custos,não há uma taxa fixa de contribuição; no entanto, qualquer ajuda financeira é bem vinda para a manutenção da  Hospedaria, bem como da Comunidade Monástica​

                                 
    O período de hospedagem deve ser previamente agendado pelo e-mail:

hospedaria.mr@gmail.com

*Para mais informações favor entrar em contato via telefone.Contato por telefone: (42) 9129- 6422 (TIM) nos seguintes horários:
 Terça-feira a sábado das 9h às 11h30 e das 15hs às 16h30 e domingo das 15hs às 16hs*
Informações úteis:
Entrada na terça-feira: a partir das 14h30 até às 1630hs.
Entrada nos outros dias da semana(quarta-feira à sábado): das 08:30 as 11:00 e pela tarde das 14:30 as 16:30h
Saída: até às 18h do domingo.

Taxa de contribuição: *

​Não há uma taxa fixa de contribuição; no entanto, qualquer ajuda financeira é bem vinda para a manutenção da  Hospedaria, bem como da Comunidade Monástica​

.

Alimentação: café da manhã, almoço e jantar.Não disponibilizamos de alimentação especial. 
Há uma pequena cozinha na hospedaria. Pedimos que, se possível, o hóspede traga lanche para o consumo.
Quartos: para não fumantes. Fornecemos roupa de cama e toalhas. Proibido também fumar na hospedaria nas áreas comuns.
Mídia/Tecnologia: não temos disponibilidade de Wi-Fi. Não tem TV ou aparelho de som.
Crianças: No momento não estamos recebendo devido a estrutura de nossa hospedaria.
Geral: Não se trata de “pousada” ou “hotel”. A hospedaria de um mosteiro é um
prolongamento do mesmo, com normas e horários.
TAXISTA: Sr. Xisto, nos telefones: 42 99972-3506/ 991553506