Notícias, Vaticano › 01/04/2014

Realizou-se na última segunda-feira na Sala de Imprensa da Santa Sé, a coletiva de apresentação do caminho de preparação para a canonização dos Beatos João XXIII e João Paulo II, em 27 de abril próximo.

Realizou-se na última segunda-feira na Sala de Imprensa da Santa Sé, a coletiva de apresentação do caminho de preparação para a canonização dos Beatos João XXIII e João Paulo II, em 27 de abril próximo.

Participaram da coletiva o Vigário do Papa para a Diocese de Roma, Cardeal Agostino Vallini, o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Pe. Federico Lombardi, o Secretário-Geral da Cúria de Bérgamo, Mons. Giulio Dellavite, e o encarregado do departamento de Comunicação Social do Vicariato de Roma, Mons. Walter Insero.

Na noite que antecede a canonização, será feita uma vigília de oração que envolverá as paróquias de Roma. No dia 22 de abril, haverá um encontro para os jovens na Basílica de São João de Latrão, com os postuladores das causas dos Beatos Roncalli e Wojtyla. Esses são os dois momentos marcantes que antecedem o grande evento de 27 de abril, “verdadeira festa da fé”, conforme sublinhado por Pe. Lombardi na introdução da coletiva.

O Cardeal Vallini enfatizou a verdadeira dimensão deste grande evento:

“É essencialmente uma mensagem espiritual, porque é a festa da santidade. A relação que João XXIII e João Paulo II tiveram com a Igreja de Roma, da qual eram bispos, é uma relação muito profunda, começando pelo estilo com o qual eles exerceram seu ministério, um estilo de proximidade, acolhimento e atenção para com as pessoas”, destacou o Vigário do Papa para a Diocese de Roma.

O purpurado exortou a viver intensamente este tempo que antecede a canonização dos dois beatos:

“A canonização é uma graça de Deus, que o Senhor nos faz mostrando-nos como modelos de vida cristã dois homens de fé. Vamos percorrer este caminho, caminho de uma espiritualidade mais intensa. Este é o sentido com o qual nos preparamos para este evento”, disse ele.

Por sua vez, Mons. Dellavite ressaltou que a Igreja na terra de Papa Roncalli vai privar-se de alguns de seus bens para dar testemunho de caridade neste momento de graça. Serão realizadas iniciativas caritativas no Haiti, Albânia e na cidade de Bérgamo. Novecentos sacerdotes bergamascos doarão um salário para o fundo em favor das pessoas que perderam o trabalho.

Mons. Insero, da Diocese de Roma, destacou as iniciativas de comunicação que ajudarão os fiéis, sobretudo os jovens, a aprofundarem o testemunho dos dois futuros santos.

O portal www.2papisanti.org estará disponível em várias línguas e também uma conta no twitter @2popesaints. A canonização dos dois beatos também contará uma presença no YouTube e Facebook. Nos próximos dias, estará disponível o aplicativo “Santo já!”, dedicado a Karol Wojtyla.
Por sua vez, Pe. Lombardi respondeu as perguntas dos jornalistas, ressaltando que, da parte do Vaticano, não há previsões sobre o número de fiéis que participarão da canonização. “Todos estão convidados a participar”, frisou Pe. Lombardi,” reiterando que não há necessidade de bilhetes.

“A celebração se realizará no adro da Basílica de São Pedro e será preparada pela recitação cantada do Terço da Divina Misericórdia, com a leitura dos textos dos dois Papas. Os concelebrantes serão cerca de mil entre cardeais e bispos, e pelo menos 700 os sacerdotes que distribuirão a Comunhão na Praça São Pedro”, disse ainda o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Em seguida, Pe. Lombardi respondeu a uma pergunta sobre a possível presença do Papa emérito Bento XVI na canonização:

“É claro que existe uma expectativa. Podemos considerar como normal que ele seja convidado, falta ainda um mês. Precisamos ver se ele deseja estar presente numa circunstância muito exigente. É uma possibilidade. Não há nenhuma certeza”, frisou.

Segundo o Diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, as tapeçarias serão as mesmas utilizadas para as beatificações. O relicário de João Paulo II será o mesmo da beatificação e será realizado outro igual para João XXIII. As duas miraculadas de Karol Wojtyla estarão presentes na celebração.

Depois da missa, será possível venerar os túmulos dos dois novos santos. Na segunda-feira, 28 de abril, na Praça de São Pedro, o Cardeal Angelo Comastri celebrará a missa de ação de graças pela canonização.

Fonte: Site Rádio Vaticano

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.